9.4.09

o pintor

Il pittore é uma história tirada da obra-prima de Gianni Rodari: Filastrocche (rimas infantis) in cielo e in terra. Rodari é um dos primeiros a, nos anos 50, defender que a poesia para as crianças deve ser como um jogo. Influenciado pelos surrealistas franceses, Rodari usa a tradição oral, os ritmos das palavras e os seus potenciais significados para construir as suas histórias-rimas.
Muitas das técnicas usadas hoje na escrita criativa como juntar duas palavras sem familiariedade aparente ou o "o que é que acontecia se..." eram técnicas já usadas por este autor.
[Rodari ganhou o prémio Hans Christian Andersen em 1970 com o ilustrador Maurice Sendak - a propósito deste autor espreitem isto, com o som ligado! Se soubessem navegar, os adoradores de monstros cá de casa já estariam em pulgas...]
Agora atenção: este livro contém cenas de auto-mutilação!!

Tão pobre quanto um pintor pode ser

- sem tintas -

o pintor arranca o seu próprio cabelo para fabricar os pincéis e vai pedir aos mestres das cores que lhe cedam um pouco de si para pintar o céu ou um girassol ou. É, de todas as vezes, insultado e escorraçado em verso e sem cores.

Até que dscobre a solução.
Quando se conta uma história onde se arrancam cabelos e se cortam dedos há, suponho que em qualquer contador de histórias de trazer por casa, uma certa hesitação quando a audiência é sub-5.. Por outro lado, eles nem parecem pestanejar perante tal violência e, a beleza do grande finale, dá-lhes razão:

"E o pobre pintor, agora que tinha uma cor, sentiu-se mais rico que um imperador."
As ilustrações são de Valeria Petrone, uma italiana que trabalha com vários autores de vários países. Aqui dá para espreitar um pouco dos livros; deste e de outros.
......................................................................................

Il pittore
Emme Edizioni, 2006
Gianni Rodari texto, Valeria Petrone ilustração
isbn 978-88-79279-96-3
encontrado aqui

1 comentário :

Designed by DigitalBeautiful