3.9.11

o rapaz que gritava "a mesma história"

Quando o B me pedia dois dias seguidos para ler a mesma história, normalmente arranjava maneira de o convencer com uma história nova.

Mais tarde explicaram-me que faz parte da construção de um mundo seguro à sua volta, o facto de quererem ver sempre o mesmo livro, sempre o mesmo filme.

Por isso, nestas férias, quando o T me pediu durante 10 dias para ler a mesma história e depois do interregno da praia voltou a escolher o mesmo livro para trazer para a quinta, eu acedi. Em parte porque a história é mesmo boa.

Foi mais um dos que trouxemos da Escócia.
Tim diz a verdade, mas a verdade é tão absurda que ninguém acredita nele. Tim começa a mentir, mas tudo continua a correr mal.

Tim decide então pôr mãos à obra e organizar uma festa em sua casa para que os pais vejam que tudo o que parece mentira é afinal verdade.
Além do atrativo das personagens (escolhidas a dedo para rapazes - ninja, pirata,

lula gigante, astronauta, etc), o T gosta especialmente das onomatopeias e das interjeições que vão pontuando a história.

Terá com certeza a ver com o gosto que tem agora em ler tudo o que já consegue. De modo que não nos podemos esquecer de ler (todas as 300 vezes, claro) o ta-da, o bing bong ou o ow.
As ilustrações são ao mesmo tempo simples mas cheias de pormenores que o T gosta de contar e assinalar.

E como não gosta de gelados,

contar os cocós no jardim é o climax,

claro.
........................................................................
The boy o cried ninja
Picture Gorgi - Random House, 2011
Alex Latimer
isbn 9780552562652
encontrado aqui
aqui

4 comentários :

  1. Olá. Boa noite. Tenho uma curiosidade,como lhes lê estas histórias? Na língua original ou adapta para Português?

    ResponderEliminar
  2. olá P. eu costumo traduzir mas há dias em que leio primeiro na língua original e depois em português e outros ainda em que leio uma frase na língua original e traduzo-a de seguida. na maior parte dos dias pedem-me em português, julgo porque normalmente é à noite e já estão cansados. a minha cunhada costuma ler na língua original porque os meus sobrinhos divertem-se assim (e sempre vão ficando com a música! o que lhe diria era para experimentar com o seu "público" a ver o que funciona melhor.

    ResponderEliminar
  3. Sal obrigada pela sugestão é isso mesmo que vou fazer. E é bem verdade que é o R. que me vai dando dicas de como prefere escutar e explorar as histórias. Ele tem um ritmo próprio :)

    ResponderEliminar
  4. Parece realmente uma excelente escolha. e a língua inglesa tem imensas onomatopeias, inclusive algumas que viraram palavras de verdade. e eu, ainda hoje, adoro isso. Às vezes brinco assim também com o português.
    e que divertido deve ser saborear toda a história, como cada dos seus deliciosos pormenores, para chegar ao final e divertir-se a valar com a contagem de cocós! :) ahahaha

    ResponderEliminar

Designed by DigitalBeautiful