10.12.10

dia 1

Poderá ser um cliché, é de certeza, mas não há nada ao mesmo tempo mais espantoso e banal que o nascimento de uma criança.


Tudo parece muito improvável, tudo mesmo desde o início, e no entanto acontece e acontece assim, tantas vezes em todo o mundo.

E o coração de Mãe___
Chegou há 10 dias, rápido e cheio de saúde e apanhou-me de cueiros na mão, com a mala por fazer e com os trabalhos por acabar. Foi da maneira que parei

e que tudo começou de novo, como se fosse pela primeira vez.
E o coração de Mãe___
Ao terceiro filho já se perdeu toda a vergonha de passar horas a olhar,

só a olhar mesmo, para a imensidão de possibilidades que um mini corpo assim representa. (E acreditem que é mesmo mini!)
Ouvir o amola-tesouras na rua, ou os pássaros ou o vento ou a chuva ou uma avioneta, tudo pela primeira vez outra vez. Ter outra vez o privilégio de tomar consciência física do mundo e do corpo e de muitos mistérios maravilhosos. Não é a terceira vez, é outra vez a primeira, mas com calma.
E o coração de Mãe___

Quando o T nasceu o B tinha 2 anos e o aparecimento do novo irmão não foi muito fácil para ele.
Agora, para os dois, o R é motivo de grande orgulho e massajado com festas e beijos.
Se abre a boca, tenho logo um chamamento policial com ar autoritário

Mãe venha, o R quer mamar!? do B e um Ele é tão querido... do T.
E o coração de Mãe___
O Planeta Tangerina tem 4 livros novos (mais a divertidíssima agenda) que vai lançar este sábado. Gosto das novidades mas gosto também de regressar a este, uma espécie de ciúme feminino deste. Ambos têm já um sabor vintage.
......................................................................................
Coração de Mãe
Planeta Tangerina, 2008
texto Isabel Minhós Martins, ilustrações Bernardo Carvalho
isbn 9789898145048
visto e comprado aqui

16 comentários :

  1. que bonito texto... :) muitas felicidades para toda a família!

    (parece que foi ontem que soubemos da "preparação" de mais uma vida)

    ResponderEliminar
  2. A quantidade de histórias que tu e ele vão conhecer, pela primeira vez, que isto de ler é sempre novo e diferente consoante o público.

    *sorriso* um olá ao teu rebento e um beijinho para ti (: muitos dias bons, cheios de novidades!

    ResponderEliminar
  3. Não conheço maior milagre que o nascer e crescer destas adoráveis criaturinhas!! PARABÉNS!

    ResponderEliminar
  4. Muitos parabéns, beijinhos cá do Sw!

    ResponderEliminar
  5. Que texto tão profundo... o meu coração de mãe ficou enternecido (e com saudades :–)
    Felicidades!

    ResponderEliminar
  6. extraordinário! só podia ser mais um da Tangerina. :)

    ResponderEliminar
  7. dá [muita] vontade de ser mãe :$

    ResponderEliminar
  8. muitos parabéns e força para a super-mãe e as maiores boas-vindas para o pequeno R.
    e para o natal, muitos mimos para todos (incluindo o B e o T) :)

    patrícia

    ResponderEliminar
  9. Este post deixa-me com um sorriso. Lindos: o texto, os pézinhos, o livro (que já conhecia) e o body com carrinhos.
    Votos de felicidades!

    - - - - - - - - - - -
    Eu, que também sou mãe de 3 rapazes (com 8, 5 e 1,5 anos) e que sou tia de muitas meninas, tinha uma certa expectativa sobre se o bebé "em preparação" seria uma menina, por causa do impacto que isso poderia (ou não) ter no tipo de livros que por aqui descubro (que adoro!). Sinto que os meus gostos têm mais a ver com o que normalmente se associa aos rapazes e as sobrinhas mais fãs de cor-de-rosa, nenucos e princesas de mim recebem legos ou playmobils. Será que há livros para meninos e livros para meninas?(O "Enquanto o meu cabelo crescia", por exemplo, parece-me um delicioso livro para uma menina...)

    Nazaré

    ResponderEliminar
  10. as maiores felicidades!

    ResponderEliminar
  11. Olá S,
    Muitos parabéns por mais um elemento no agregado familiar:)
    Que tudo corra bem.
    felicidades!!!

    Beijinhos
    Miguel Cordeiro

    ResponderEliminar
  12. Uma beleza, como sempre - lindo, perfeito, comovente.
    As maiores felicidades, um natal muito feliz (já é...), e um 2011 radioso!

    Um grande beijinho

    Raquel

    ResponderEliminar
  13. muitos parabéns, sara.
    e tens toda a razão — o "coração de mãe" é exactamente isso: uma espécie de ciúme feminino do "pê de pai". mto. bonito mas, quanto a mim, nada que se compare. o "pê de pai" eu ofereci, quando saiu, ao pai das minhas filhas, ao meu pai e ao meu irmão que tb é pai. e ainda hoje, quando o vejo, me comove de uma forma impressionante. acho-o absolutamente fabuloso.
    feliz ano novo!

    ResponderEliminar
  14. obrigada a todos pelos simpáticos comentários! e Nazaré, sim, acho que há livros mais femininos e outros mais masculinos. e eu, que de meninas também só sou tia, junto-me às suas mães na procura de livros femininos mas inteligentes. há óptimas histórias de fadas e princesas mas as meninas também podem, e devem, ler outras coisas. o mundo "comercial" que existe para cativar o público infantil feminino é dramaticamente bacoco e, já agora, devíamos juntar-nos aos nórdicos que proíbem qualquer tipo de publicidade direccionada a menores. (por aqui não há panda, mas fico aterrada com a quantidade e o tipo de anúncios e também com o desequilíbrio de anúncios meninos vs meninas!? sem dúvida que as mães de rapazes têm a vida facilitada. neste campo, pelo menos!...

    ResponderEliminar
  15. Sal, sinto exactamente o mesmo. E proibiria também a oferta de brindes e brinquedos com guloseimas ou comida.

    Nazaré

    ResponderEliminar
  16. olá :)
    queríamos desejar-vos muitas felicidades e um grande ano cheio de coisas boas!!!
    abraço

    ResponderEliminar

Designed by DigitalBeautiful