6.3.19

Lobo em pele de cordeiro

Depois de pôr as máscaras, chegou o tempo de as despirmos: do que nos prende, do que nos mata, do que nos faz medo.

Este é o lobo mau. Este é o lobo, a primeira encarnação do medo. Este é o lobo, pronto para nos vir devorar.

Chega rodeado de vermelho. Chega de olhos amarelos, enorme, a fitar-nos.

Na frase que surge depois de cada personagem, pressentimos qual foi o destino de cada uma delas.

A cada página, o lobo vai ficando mais pequeno. O que é estranho, já que — julgamos — anda a comer à fartazana todas as personagens das nossas histórias de encantar.

O meu sobrinho E diz que são os irmãos mais novos do lobo — que delícia. Na verdade o lobo vai ficando cada vez mais longe, cada vez menos ameaçador, como se fosse o seu próprio irmãozinho mais novo.

A primeira vez que o leu, o R disse que não o tinha percebido. Apareceu mesmo desconcertando na cozinha, o que não é normal, já que não gosta de mostrar parte fraca.

Fui lê-lo eu, para me desconcertar também. Que beleza: um livro para ler com muita atenção e que tem, aparentemente, tão poucas frases para ler.

Vemos os pormenores de cada personagem — algumas delas têm também parte de pele de lobo, reparem — e procuramos a história ou as histórias que lá andam escondidas.
Pena o livro não ser cosido... suponho que vá ser aberto uma e outra vez.

Um falso politicamente incorreto, este livro. Porque de facto é uma surpresa: este lobo mau afinal é só um lobo só. Todos passaram por ele com indiferença e não com medo. Passou de "este" para "aquele", com toda a distância que isso implica.

Só o menino, que aparece de pijama, como quem vai já-já sonhar, o chama para brincar. E que feliz fica este velho lobo solitário.

Uma belíssima história para começar este tempo de caminhada, para deitarmos fora as máscaras que usamos, mas também as que vestimos nos outros.
...................................................................................................................................................
Este é o lobo
The Poets and Dragons Society, 2019
Alexandre Rampazo
isbn 9789895405145

Sem comentários :

Enviar um comentário

Designed by DigitalBeautiful