24.5.18

BDmania

Não tenho o vício da BD. A mim os balões cansam-me os olhos, distraio-me com o desenho do ritmo "arquitetónico" da quadrícula, comparo o desenho das personagens entre quadradinhos, enfim, perco-me e canso-me.
O mesmo não posso dizer sobre os miúdos.
Eles devoram BD: Ásterix, Lucky Luke, Gaston, Marsupilami, Spirou, Os Túnicas Azuis, Blake and Mortimer e Corto Maltese.

Com o T negociei desde cedo "BD só ao fim‑de‑semana e durante o dia"; literatura à noite. Isto porque de repente era só BD e se lhes dou a provar toda a comida que posso e os levo a muitos lugares diferentes para que conheçam o mundo (ainda que às vezes seja ali ao virar da esquina...), levá-los a livros diferentes é uma obrigaçãogosto que, para mim, faz parte de ser mãe. Não me sinto a impor — mesmo quando imponho — porque sei que estou a abrir janelas e abrir janelas é essencial.

Com o R vamos pelo mesmo caminho: chegou à BD mais cedo, como a quase tudo, de modo que vai avançado nos Ásterix e já começou o Lucky Luke. Dos "patinhas" os favoritos são os da Turma da Mônica. Mas o que ele devora em loop são os Petzi!

Eu também lia os Petzi na idade do R e a memória que tenho desses momentos é magnífica. Começou a lê-los no verão, ainda devagar, e agora consome vários por dia, várias vezes. Já me zanguei (também várias vezes, porque o que é demais é demais), mas aquilo tem mel ou não fosse Petzi um urso...
No dia em que fiz um tapete de Petzis cá em casa para os fotografar, lá veio o R, de mansinho, tirar um de cada vez do puzzle, sentou-se no sofá e leu, leu, leu.

De maneira que quando soube que os Petzi vão desaparecer novamente da circulação (depois de terem sido rigorosíssimamente reeditados pela Ponto de Fuga em 2014), resolvi fazer o que está ao meu alcance para que esta coleção chegue ao maior número de miúdos possível. Miúdos portugueses contemporâneos, diga-se, porque este urso andou por mil mundo e falou mil línguas nos últimos trinta anos!

A coleção foi escrita e ilustrada por um casal dinamarquês [Vilhelm (1900-1992) e Carla Hansen (1906-2001) – ele autor das ilustrações, ela dos textos] e contam as aventuras dum grupo simpático de animais liderados pelo ursinho Petzi. Embora tenham o formato de BD, as falas estão escritas em baixo e não em balões, o que torna a leitura mais fácil.

São 12 títulos (há mais, mas esta edição ficou por aqui...), 12 histórias, 12 aventuras. Um urso, um pelicano, um pinguim, uma foca, uma tartaruga, uma rã e um rato são uma espécie de crianças independentes que vivem a sua vida e aprendem o mundo e as coisas extraordinárias que nele há.

Nunca olharia para estes livros hoje se não tivessem uma história comigo, confesso. Aliás quem vai seguindo esta prateleira percebe que não é este tipo de ilustração que por aqui pára. Mas o ar vintage cool destas capas diz tudo, não? Livros perfeitos para ler a miúdos pequenos ou para leitura autónoma entre os 6 e os 10 — mas também para graúdos entre os 30 e os 40 e, que os terão lido em crianças, como eu li.

E bem, aproveitem esta 1ª flash sale da prateleira-de-baixo que vos enviará esta coleção já na próxima semana, para que, também por aí, possam vestir umas calças às bolinhas ou enfiar um gorro azul e partir à aventura!
.......................................................................................................................
Petzi
Ponto de Fuga, 2014
12 volumes

Sem comentários :

Enviar um comentário

Designed by DigitalBeautiful