14.12.17

Crido Pai Natal

Acontece que o R ainda acredita no Pai Natal e nós não sabíamos.

Nunca fizemos para esconder, também não fizemos para explicar. Esperámos sempre que acabassem por perceber, sem dramas, e aconteceu assim por duas vezes. Presumimos só que já sabia, é o mais novo. Viu dezenas de embrulhos a serem feitos, ouviu mil conversas, falámos de desejos e de presentes que os avós vão dar.

E um dia destes — depois de ter estado um mês a dizer que só queria surpresas,— perguntou se podia escrever uma carta ao Pai Natal. Dissemos que sim, claro, e ele escreveu.

Perguntou aos irmãos porque não escreviam e o B perguntou-me, sem som, por trás dele, "o que é que eu digo? o que é que eu digo??". Disse-lhe que não sabia e ele desenrascou-se...

O R ouviu o que queria ouvir e garante que o Pai Natal vem sempre quando estão a fazer o teatro de Natal (que a minha mãe organiza) e que por isso é que nunca o vemos.

Também me perguntou se eu já alguma vez o tinha visto e eu disse a verdade, que não.

Os tios ofereceram-lhe este livro nos anos e a ocasião foi perfeita para lho mostrar. Achei que ia aumentar a confusão, mas na mesma mesa em que embrulhava os últimos livros para o pacote™de Natal*, o pai foi-lhe lendo o livro. A carta que desenhou, acabou por incluir o urso ajudante, claro.

É maravilhoso quando alguém oferece um livro cá para casa, um livro para crianças que não conheço.
Nunca tinha ouvido falar destas cartas que J. R. R.Tolkien escreveu e ilustrou em nome do Pai Natal para responder às cartas que os seus filhos enviavam.

São as aventuras e desventuras lá nas neves, escritos com a letra tremelicante dum velhinho e mini-desenhos com detalhes incríveis. O livro vem mesmo com as cartas dentro dos (incríveis) envelopes, com "selos# dignos das melhores coleções.

Vamos ter de fazer carta de uma resposta para enviar ao R, claro está. É o mínimo que podemos fazer, depois de quase termos deixado passar mais um ano de magia do tlim-tlim-tlim. É que este ano ele vai mesmo querer ainda acreditar que, mais uma vez, deixou passar o Pai Natal sem o conseguir ver.
.................................................................................................................
Letters from Father Christmas
Collins children's books, 1995 (1ª edição 1976)
J. R. R. Tolkien
isbn 9780001374638

Sem comentários :

Enviar um comentário

Designed by DigitalBeautiful