12.8.16

repost#09: Os três bandidos [23062009]

Já tinha falado deste livro mas hoje mostro-o em conjunto com um filme que encontrei num blog (que descobri aqui).

No passado Indie fomos ver uma outra versão, alemã, que não é tão fiel ao livro mas que é assustadoramente fantástica. A música é, como dizem os adolescentes - brutal; qualquer coisa tipo Tom-Waits-vai-à escola.

Assustadores assaltantes de profissão, os 3 bandidos, munidos de uma espingarda, um fole cheio de pimenta e um grande machado vermelho,

assaltam um dia — uma noite — uma carruagem em que apenas havia uma menina: Úrsula, órfã. Como estava infelicíssima porque ia para a casa de uma tia chata, a menina fica contentíssima por ser raptada;

já que nada mais havia para levar, os bandidos levam a menina para o seu esconderijo onde fica a dormir (numa cama que até tem um coração...). Na manhã seguinte, perante a pergunta inocente e certeira de o que fazem com tudo isto,

os assaltantes, que nunca tinham pensado naquilo, resolvem investir a sua fortuna num palácio para receber "meninos sós e abandonados". Arranjam capas e chapéus iguais aos deles,

mas vermelhos, para todos e, no final da história, os meninos já grandes e agradecidos, constroem (com a forma dos chapéus)

3 torres em honra dos 3 bandidos.
Os três bandidos é um livro de 1961, de Tomi Ungerer.

Comprei-o numa altura em que o mais velho andava fascinado com os maus.
Num espírito de se não podes vencê-los junta-te a eles, arranjei-lhe estes bons bandidos!
.......................................................................................
Os três bandidos
Kalandraka, 2007
Tomi Ungerer
isbn 9789728781675
encontrado aqui

Sem comentários :

Enviar um comentário

Designed by DigitalBeautiful