3.11.15

Voltar


Fomos e viemos.


Viajar é também regressar, voltar.

























Há uns anos, visitar livrarias fora do país era ao mesmo tempo um frissom e um desespero: primeiro porque lá havia tanta coisa incrível e nova;



segundo, porque cá havia tão pouco.
























As coisas mudaram. Hoje os livros que encontro já não são todos novidades — porque já cá temos quem nos traga dos melhores, por um lado,


e porque também cá temos muitíssima coisa boa — porque há quem a faça.
























Este é um clássico dos anos 80.
Para nós é novidade. 

























A preto e branco, uma viagem lenta de casa à cidade e o regresso ao fim do dia.


Em cada página só uma frase lenta, a lembrar as viagens intermináveis
























falta muito? — e a história vai devagar pela paisagem. Na verdade não há grande história, apenas imagens do que vemos da janela do carro com uma legenda mínima.

Subimos a um arranha céus para ver o pôr-do-sol e depois é tempo de regressar.























É como o do rato, disse o B; pois é. O R ficou fascinado e entrou logo na brincadeira: quando regressámos para trás do livro, com as ilustrações todas de pernas para o ar, dizia entusiasmado não é não!... à legenda do desenho invertido.
Ficar longe é também olhar com mais clareza e carinho para o que ficou para trás.





E a história recomeça, a preto e branco mas com tantas cores ao mesmo tempo. 
.............................................................................

Round trip
Harper Collins, 1983
Ann Jonas
isbn 9780688099862





Sem comentários :

Enviar um comentário

Designed by DigitalBeautiful