1.3.14

por causa das magnólias

Tem mesmo de parar de chover. A sério. Se por mais nada, por causa das magnólias.

Fizemos 400kms para poder deixar de subir escadas e passar uns dias a subir às árvores.

E as árvores estão como velhas loucas, desgrenhadas, esbranquiçadas de tanta água. Quase todas.

As magnólias não.

As magnólias estão aí a lembrar que tudo começa outra vez, sempre. E muito depressa, embora ainda falte um pouco mais para as andorinhas.

A seu tempo os botões floriram e abriram.

E a beleza destes corpos é indescritível.
E é por isso que é tão doloroso ver as pétalas caídas ainda antes de terem passado pelo esplendor do sol.

A que velocidade abre uma flor?

Cruschiform é Marie-Laure Cruschi (vale a pena espreitar o site). É ela a autora destas magníficas velocidades,

no top3 do momento, aqui, na p-d-b.
........................................................................................
A tutta velocità!
L'Ippocampo Edizioni, 2014
Cruchiform
isbn 9788867221110
primeiro visto e comprado aqui


Sem comentários :

Enviar um comentário

Designed by DigitalBeautiful