22.2.12

garimpando histórias 2

O ritual da Ilustrarte também mudou: O B lê a toda a hora, em todo o lugar, literalmente.


Por isso, na exposição, tive de lhe explicar que íamos ver as ilustrações e não ficar toda a tarde a ler a biblioteca do António Torrado (que bela História da Pedra lá está pendurada). Então, resolveu começar por escolher as mesas que tinham livros em cima;

depois passou para as mesas dos portugueses, patriota que é.
O T abriu e fechou dez mil gavetas à velocidade da luz e quando gostava especialmente de alguma arrastava-me até ao candeeiro que a iluminava. Pedras preciosas.
O R dormiu todo o tempo.
No fim os dois elegeram como favorito o da gaveta especial

de Daniel Lima & Cátia Serrão.

Eu tendo sempre para os italianos:

por mais diferentes que sejam uns dos outros são sempre muito bons.
Sílvia Bolognesi

foi uma das que assinalei,

tal como Oscar Sabini.

Uma imagem impressionante é a de Daniel Bueno,

do Brasil, bem como as David Daniel Álvarez Hernandez,

um estudante mexicano (vencedor do Prémio de Ilustração latino-americano de 2011) ou de Michel Roher,

da Áustria.
As mesas de cabeceira são altas demais para a maior parte dos miúdos abaixo dos 6 anos,

verdadeiro tropeço num projeto bem interessante.
É certo que abri mais do que uma vez a mesma gaveta, mas agrada-me a ideia de arquivo misturada com a de termos de fazer um esforço para ver, para procurar, para garimpar estas belas histórias.
[continua]
-------------------------------------------------------------------
Ilustrarte'11
Museu da Electricidade
Central Tejo|Lisboa
até 8 de Abril
Terça a Domingo, das 10h00 às 18h00
Entrada livre

Sem comentários :

Enviar um comentário

Designed by DigitalBeautiful