24.11.10

corte de cabelo em 日本国 - parte 2

A primeira vez que cortei o cabelo mesmo curto foi na tal viagem ao Japão.

Havia uma super-super-promoção num novo cabeleireiro em Ginza, um bairro comercial muito trendy, e eu lá acordei de madrugada para ir esperar na fila quilométrica que prometia um corte de cabelo barato (até para o Japão) num super-cabeleireiro.

(Sou eu que estou sugestionada pela junção do livro ao tema, ou estes cabelos parecem-se mesmo muito com este


















tradicional padrão japonês?)
Não diria que a minha experiência tenha sido tão traumática quanto a da Vera, mas a cara que o rapaz que me cortou o cabelo fez, quando o viu seco, não enganava ninguém.
Não foi um problema de língua, sequer; umas fotografias e uns gestos serviram perfeitamente. O problema foi mesmo a linguagem do cabelo, digamos assim.

Nem sequer tenho o cabelo encaracolado, mas quando ouvirem falar em alisamento japonês, não duvidem nem por um segundo do que é que se está a falar: o meu europeu cabelo foi como uma trunfa louca naquelas mãos nipónicas.
Enfim, como dizia a minha bisavó, o cabelo é um bem de raiz, e voltou a crescer bem obrigada, como o da Vera.
Mais uma novidade do Planeta que temos a sorte de gravitar por aqui por perto.

aqui tinha falado do bom que é ver um autor a reinventar-se, e aqui temos outra vez, um made by Madalena, completamente Madalena, completamente novo: a grafite manual faz as minhas delícias

misturada com a

implacável

pintura digital. E que pintura!
A história, qualquer menina a reconhece, quer pelas visitas ao cabeleireiro,

quer por algum desaire, sempre fatal, num corte de cabelo.
E a novidade do disco? Sim, este livro vem acompanhado de um cd, não da narração da história, não só, mas de uma espécie de banda sonora da história: o B disse quando a ouviu,

isto não é uma história, é uma música!
..........................................................
Enquanto o cabelo crescia
Planeta Tangerina, 2010
texto Isabel Minhós Martins, ilustrações Madalena Matoso, música Sérgio Pelágio
isbn 9789898145277
oferecido aqui (obrigada, Madalena!)

3 comentários :

  1. Q-----Q
    | u u |
    \ X /
    | |—— OBRIGADA!
    | |
    \— |
    L L

    ResponderEliminar
  2. Oh não, o meu ursinho (era um urso) ficou todo deformado!

    ResponderEliminar
  3. no meu mail não aparece tão deformado assim, e veio mesmo a calhar! (explicação no próximo post)

    ResponderEliminar

Designed by DigitalBeautiful