9.7.09

girafa-perdão, lobo!

Todos sabem como, mesmo não sabendo ler, os miúdos sabem de cor cada palavra dos seus livros preferidos. Por aqui é normal calar-me antes da última palavra e haver um

mini-coro que termina a frase...

é por isso quase impossível baralhar a história porque logo uma censura implacável me cai em cima.

Todos sabem que os Avôs adoram ler o jornal e que muitas vezes estão distraídos nos seus pensamentos. Nesta história de 1962, Rodari brinca com estas distracções dos adultos mas só no fim do livro desvenda

a causa da baralhação. No entretanto, há uma história louca dum Capuchinho Verde, perdão,

Vermelho que vai a casa da Tia Maria, perdão, Avozinha, levar um saco de batatas, perdão, uma tarte de maçã e na floresta encontra uma girafa,

perdão.

Bem, o melhor é nem chegar ao lobo que ela já está a ficar zangada...
................................................................................................
Baralhando histórias
Kalandraka, 2007
Gianni Rodari texto, Alessandro Sanna ilustração
isbn 9789728781743
encontrado na feira do livro do ano passado

3 comentários :

  1. adoro o livro, só é pena a tradução ser tão pobre, pelo menos na edição que tenho; não tendo o livro a meu lado, para poder consultar, cito de memória: creio que há uma frase em que a menina tem de subir 3 escadas, em vez de 3 degraus, e há mesmo um erro ortográfico (uma cedilha onde deviam estar 2ss, se não estou em erro...). Ou será que já foi corrrigido?

    ResponderEliminar
  2. é uma cedilha onde não deveria haver cedilha-ainda não foi corrigido (aqui nesta edição)...

    ResponderEliminar
  3. e uma historia engracada stora...

    Francisco Eiras

    http://querer-e-poder-inicio.blogspot.com/

    ResponderEliminar

Designed by DigitalBeautiful